Arquivos para categoria: Uncategorized

Oi pessoal!

Essa semana compartilho um texto sobre o projeto Desaprender, parte das ações da Uncollege e do qual faço parte como mentora.

Esse projeto é uma ação/reflexão sobre modelos informais de aprendizagem. Processos abertos, colaborativos, auto gestados e criativos. Desaprender subentende esvaziar para re-preencher. Começar de novo, rever. E o mais legal é que esse processo acontece em grupo.

Eu pessoalmente passei os dois processos de aprendizagem na minha vida: o da educaçao formal, bem tradicional na música clássica, e uma formação familiar em paralelo, que eu nem imaginava que seria A determinante nas escolhas como profissional da educação e musicista. Há alguns anos faço parte de programas de mentoria e home schooling nos Estados Unidos e tenho ficado impressionada com os resultados. E agora eis que tudo isso chegou ao Brasil e está super bem amparado por pessoas incríveis e muito bem acessível.

Se você acha que isso é novo, destaco os casos da história que acho mais legais: são dos músicos auto didatas que já vimos no mundo e no Brasil, os adolescentes que inventam negócios ainda jovens, e a bela história de Einstein. 

Leia mais sobre esse projeto e esse conceito aqui:

https://medium.com/@educforadacaixa/desescolarizar-para-aprender-dd0a89e4ebb8#.dzhh1aez9

Eu realmente acredito na necessidade de transcendermos a sala de aula e no horário exato para aprendizagem. Especialmente para arte! Fico feliz de poder praticar isso dentro de uma universidade, que está conectada com esse movimento. Estou bem vendo isso virar meu tema de doutorado…

E a segunda novidade é a estreia da minha coluna “você conhece?” no Www.pauliceiadojazz.com.br onde vou apresentar novos talentos no mundo da música. Imperdível!

Segue lá, segue aqui, e vamos nessa!

Estreamos os posts deste blog com a resenha do Livro “Ritmos Brasileiros na Bateria“, do meu querido amigo Tito Oliveira.

O livro é uma documentação importante do universo percussivo baiano, que tem sido pauta das nossas melhores críticas internacionais através dos shows da Rumpilezz e do quinteto do Maestro Letieres Leite. Tito é baterista deste quinteto, baiano de Salvador, e pesquisador dessa rítmica que assina a autenticidade da música baiana.

20150412_201225

O livro destaca 6 ritmos desse universo, com transcrições muito bem feitas das execuções de percussionistas brasileiros e diversas variações. Tito propõe uma transcrição para bateria das claves do rum, rumpi e lé – trio de tambores clássico para estes ritmos.  E para cada transcrição, uma proposta de exercícios progressivos, que resultam na performance final da transcrição. O livro é acompanhado de um CD, onde se pode ouvir o resultado final de cada transcrição.

Não bastasse o prazer de se ler e escutar esses exercícios, o final do livro apresenta obras do genial Letieres Leite, em arranjos para sopros e percussão, tal como a Rumpilezz. Isso fecha com chave de ouro um trabalho belíssimo de Tito, que aproveitou os conteúdos do universo afro-brasileiro para desenvolver uma metodologia deliciosa de estudo dos ritmo brasileiros do nordeste.

A Bahia é um terreno fértil para essa musicalidade que inspira as criações jazzísticas da Rumpilezz, de outros grupos baianos e de todo o mundo. O universo das claves, dos compassos compostos na música brasileira é um material vasto e merecedor de estudo dentre nossos músicos e professores. Por isso, esse livro será adotado nas disciplinas que leciono na Unirio. Sugiro a todos os professores de percepção do Brasil um olhar cuidadoso para esse material, que promete momentos divertidos e proveitosos de estudo. Pra quem já adotava o Gramani como (ótimo) material de estudo rítmico, eu adiciono que o estudo dos métodos de bateria e percussão trabalham independência, progressão de dificuldade, coordenação, leitura, e mais – tratam do assunto musical com seu resultado final – a própria música.

Nas minhas aulas, adotei os instrumentos virtuais de bateria e percussão no tablet/ipad/celular para as leituras rítmicas com timbres reais. Escutamos os exercícios do Tito com o som real da bateria – ao invés de tás, tis, palmas, facas, etc. Sim, o tablet/ipad/celular é material didático nas minhas classes, e tem trazido um universo musical para os exercícios de percepção. E sim, os alunos compram os aparelhos (`a vista ou a prazo) e ficam felizes! 🙂

Além de tudo isso, Tito colaborou no meu EP Cândida, como baterista na faixa Yema Samba. Um ijexá moderno onde tive um privilégio de contar com o talento de Tito.

Convidei Tito para um workshop no Rio e ele topou. Segue o blog pra saber quando vai ser.

Até breve!

Cândida

Chegou a hora! Vamos começar mais esta tarefa!

Já há muito a compartilhar. Muitas pesquisas, muitas idéias, muitos livros, músicas, artigos.

Começamos aqui um canal de informações sobre a educação musical e sua relação com a tecnologia, com as novidades sobre educação, sobre física quântica, sobre neurociência, sobre mundo, sobre vida, sobre natureza, sobre fazer música com leveza e interesse!

Vou compartilhar com vocês resenhas de livros que estou lendo, de metodologias, artigos, e tudo o mais que estiver habitando meu universo de pesquisa. Ficarei feliz de receber sugestões, comentários, depoimentos e todo tipo de colaboração.

Daqui a pouco começamos com o primeiro post. Compartilhe com os amigos e siga o blog para receber os novos posts!

Até breve e bons estudos!

%d blogueiros gostam disto: