Olá amigos,

Hoje trago uma sugestão de cursos aos fins de semana no Rio de Janeiro, com excelentes temáticas da educação musical. Muito bom para novas ideias e reciclagens!

Nos vemos em algum deles!

Cândida

Prof. Esp. David Tygel (PUC Rio)

(24/09; 22/10; 19/11 e 10/12/2016)

O curso tem como público-alvo educadores musicais, estudantes e profissionais, que queiram aprender novas técnicas de educação musical com a ajuda do Cinema e outras mídias audiovisuais, como os Games e a Internet. Nas aulas os participantes são incentivados não só a utilizar música para contar suas histórias, mas a criar sua própria biblioteca audiovisual para auxílio no ensino musical de seus alunos. Exercícios práticos de criação de narrativas também serão oferecidos como vivência em aula.

Sábados: 24 de setembro, 22 de outubro, 19 de novembro e 10 de dezembro de 2016.

Horário: 9h às 17h.

Carga horária total: 40h

Local: Conservatório Brasileiro de Música. Av. Graça Aranha, 57/12º andar. Metro Cinelândia. RJ

Coordenação: Adriana Rodrigues

Investimento por sábado: R$ 150,00 / R$ 130,00 Associados FLADEM (fladembrasil.com.br).

Informações: Noemi Teixeira (021) 98573-6413

(poseducacaomusicalfladembrasil@gmail.com)

David Tygel é cantor, compositor, instrumentista, arranjador e professor. Fundador e integrante do grupo Boca Livre, Tygel compõe trilhas musicais para o Cinema, Teatro, TV e Publicidade há mais de trinta anos. Como professor de trilhas sonoras percorre anualmente todo o Brasil e países como México, Cuba, Chile, Senegal, Cabo Verde, Bolívia entre outros em oficinas e workshops para músicos e estudantes e profissionais em cinema, TV e educadores musicais. Especialista em Educação Musical e licenciado em Música pelo Conservatório Brasileiro de Música Centro Universitário. Neste momento está terminando 0 Mestrado na Escola Nacional de Música da UFRJ. É professor da Puc-Rio e da Facha (RJ).

500 CANÇÕES BRASILEIRAS: UMA PROPOSTA EM EDUCAÇÃO MUSICAL COM BASE EM NOSSAS RAÍZES.

Professora Ermelinda A. Paz

1º/10; 29/10 e 26/11 de 2016.

Programa do curso: A partir do livro 500 Canções Brasileiras serão trabalhados:

· A importância do lúdico na Educação Musical: brinquedos cantados, danças e jogos no contexto do livro.

· Criação de ostinatos rítmicos e melódicos utilizando as músicas extraídas do livro texto.

· Criação de 2ª voz e texto para melodias extraídas do livro.

· Criação coletiva com base no cancioneiro

· Prática de conjunto

· O Modalismo na Música Brasileira e sua aplicação.

Todo aluno para fazer o curso deve adquirir o livro 500 canções brasileiras que será vendido pela autora por R$42,00.

Encontros: Sábados 1º de outubro; 29 de outubro e 26 de novembro de 2016.

Horário: 9h às 17h

Carga horária por sábado: 10h

Local: Conservatório Brasileiro de Música Centro Universitário. Av. Graça Aranha, 57/12º andar. Metro Cinelândia. RJ

Coordenação: Adriana Rodrigues

Investimento por sábado: R$ 150,00 / R$ 130,00 Associados FLADEM (fladembrasil.com.br).

Informações: Noemi Teixeira (021) 98573-6413

(poseducacaomusicalfladembrasil@gmail.com)

Sobre Ermelinda: Livre-Docente pela UNIRIO. Graduação em Canto e Licenciatura em Música. Professor Titular da Escola de Música da UFRJ e Professora Adjunto IV do Instituto Villa-Lobos da UNIRIO (aposentada). Integrou o corpo docente do Programa de Pós-Graduação em Música da Escola de Música da UFRJ. Possui diversos livros editados, merecendo alguns deles indicação em bibliografias básicas de concursos públicos para o magistério Municipal, Estadual e Federal (500 Canções Brasileiras 2.ed, Pedagogia Musical Brasileira no Século XX 2. ed e O Modalismo na Música Brasileira). Consultar http://www.ermelinda- a-paz.mus.br

PAZ, Ermelinda A. 500 canções brasileiras. Brasília: Editora Musimed, 2015.

CORPO, PALAVRA E MÚSICA: A PERSPECTIVA DAS SABEDORIAS AFRO-BRASILEIRAS PARA O ENSINO DE MÚSICA

Professor Luiz Rufino

08/10; 05/11 e 03/12 de 2016.

A proposta do curso é apresentar caminhos para o tratamento das problemáticas em torno do simbólico, do político e do conhecimento, a partir dos saberes afro-brasileiros, em especial aqueles que tem a música como manifestação principal. Mais de uma década, após o decreto lei 10.639 que torna obrigatório no ensino básico das redes públicas e privadas o ensino da História da África e das Culturas Afro-Brasileiras, percebemos uma série de dificuldades na implementação da política, tão quanto, na permanência dos entraves acerca da temática na sociedade brasileira. O destaque aqui é a problematização desse debate no campo da educação musical. Existe uma emergência no tratamento dos temas citados como também em uma transformação radical que perpasse pela crítica e pela reinvenção dos paradigmas de saber para o ensino da música. É nesse sentido, que situo as minhas reflexões e produções implicado com giros teórico/metodológicos que convertam os espaços escolares em espaços cruzados aos terreiros, rodas e esquinas. Uma vez, que os mesmos são contextos educativos que revelam outros referenciais necessários para outras formas de conhecimentos e educações.

Essas aulas se fundamentam nos eixos: Culturas Afro-Brasileiras, Educação e Ensino de Música.

Encontros: Sábados 3 de setembro; 8 de outubro; 5 de novembro e 3 de dezembro de 2016.

Horário: 9h às 17h

Carga horária por sábado: 10h

Carga horária total dos 4 encontros: 40h

Local: Conservatório Brasileiro de Música Centro Universitário. Av. Graça Aranha, 57/12º andar. Metro Cinelândia. RJ

Coordenação: Adriana Rodrigues

Investimento por sábado: R$ 150,00 / R$ 130,00 Associados FLADEM (fladembrasil.com.br).

Informações: Noemi Teixeira (021) 98573-6413

(poseducacaomusicalfladembrasil@gmail.com)

Sobre Luiz Rufino: Pedagogo, Doutorando em Educação Proped-UERJ, pesquisador das culturas da diáspora africana, autor do livro: Histórias e Saberes de Jongueiros. Editora Miltifoco, 2014.

Anúncios